Pochete: quem nunca usou que atire a primeira pedra!

Minha mãe sempre diz: "quem guarda sempre tem". E ela não é, necessariamente, uma acumuladora, muito menos alguém egoísta. Pelo contrário! Quando ela diz isso está se referindo a ter cuidado com as coisas que podem - no caso de acessórios, sapatos, roupas e brinquedos, por exemplo, durar uma vida inteira. Lá em casa temos alguns itens que foram das minhas tias avós. Uma ou outra bolsa da década de 1950, uma peruca, algumas botas e agora vou fazer buscas atrás de uma pochete. Sim!!!! Se quem guarda sempre tem, deve haver uma pochete escondida em algum armário da minha mãe e eu hei de encontrá-la. Mas por que falar das pochetes? Porque elas voltaram e são, inclusive, apostas de grifes famosas no mundo.


As pochetes começaram a ser feitas pela Maison Pourchet, uma famosa fábrica de bolsas fundada em 1903, na França. A empresa produzia em larga escala e começou a fazer opções de bolsas menores. Foi aí que surgiram as "pochettes", de alças finas e zíper para ser usadas a tira-colo ou na cintura. Fizeram muito sucesso na década de 1980 e hoje são must have da estação. Ou seja, TEM QUE TER. E não adianta fazer cara feia porque de odiadas, banidas, reprimidas e até temidas, as pochetes ganharam status de queridinha. Até a estilista Glória Kalil já se rendeu a ela.

Pois bem, as pochetes voltaram, ganharam as ruas e prometem alegrar e completar o look de homens e mulheres por um bom tempo. Estão repaginadas, divertidas, coloridas, brilhantes, com novos materiais, aplicações e não deixaram de ser úteis. Selecionei muitas opções pra você se inspirar e criar um look bem original. Ah, quem não tem pochete pode customizar aquela doleira. Na revistinha da Avon vende, bem baratinho! Rsrsrsrs. Boa festa e arrase com sua pochete!


Beijo!


Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square